Ministério do Trabalho nega Liminar de Weverton Rocha

O senador Weverton Rocha (PDT) teve seu pedido de liminar em mandado de segurança negado. A negativa ocorreu há duas semanas. O juiz responsável pela 14ª Vara Federal do Distrito Federal, o juiz federal Eduardo Rocha Penteado foi o responsável pela negativa do pedido. A solicitação do senador foi devido aos “atos instrutórios do Procedimento Administrativo Disciplinar nº 47909.000473/2015-31, em curso no Ministério do Trabalho”.

O Processo Administrativo Disciplinar foi aberto em 2015. Em dezembro de 2009, Weverton Rocha, quando ainda era assessor do Ministério do Trabalho, na gestão Carlos Lupi, presidente do PDT, utilizou transporte aéreo particular para cumprimento de agenda oficial no Estado do Maranhão. A viagem foi de Imperatriz com destino a Timon.

O senador em seu pedido alegou prescrição, o que foi rebatido pela  Auditora Fiscal do Trabalho e corroborado pela decisão do magistrado.