Temer afirma terem acabado com a vida dele

O ex-presidente Michel Temer almoçou com a família e com ex-auxiliares antes de se entregar à Justiça. Ao saber do veredito do Tribunal Regional Federal (TRF2), protestou: “Conseguiram acabar com a minha vida”.

Temer também fez questão de mostrar mensagens de juristas que criticaram a decisão do TRF-2 de reativar sua prisão preventiva.

O emedebista é acusado de chefiar uma organização criminosa que teria recebido R$ 1,091 milhão em propina nas obras da usina nuclear de Angra 3, operada pela Eletronuclear, no Rio de Janeiro.

De acordo com o Ministério Público Federal (MPF-RJ), a soma dos valores de propinas recebidas, prometidas ou desviadas pelo suposto grupo chefiado pelo ex-presidente ultrapassa R$ 1,8 bilhão.

Temer foi denunciado pelo MP pelos crimes de corrupção, peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa.