Senado pode votar aumento salarial do STF nesta 4ª feira

O Senado pode aprovar nesta 4ª feira (7.nov.2018) 2 projetos de lei que aumentam o salário dos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) e do procurador-geral da República de R$ 33.763 para R$ 39.293.

A proposta, que já foi aprovada na Câmara dos Deputados, está parada na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado há 2 anos. O senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES) é o relator da matéria e deu 1 voto contrário ao aumento.

Na última 3ª feira (6.nov), o presidente do Senado, Eunício de Oliveira (MDB-CE), colocou em votação no fim da sessão do plenário 1 requerimento pedindo a inclusão dos 2 projetos na pauta do Senado com urgência para essa 4ª feira (7.nov).

A aprovação do aumento elevaria não só os salários dos ministros do STF. Como esse valor define o teto salarial para os servidores públicos no país, haveria 1 efeito cascata que aumentaria os rendimentos dos funcionários que atingem o teto salarial.

Nos cálculos do relator da matéria, senador Ricardo Ferraço, a conta extra nas contas públicas pode chegar a R$ 6 bilhões por ano.