Rito de aprovação da LOA/2016 intriga deputados de oposição

TEXTOS

Andrea Murad quer esclarecimentos sobre aprovação do orçamento.

Após a proposta do projeto de Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2016 passar pelo plenário no dia 17 de dezembro, os deputados estaduais de oposição, Adriano Sarney (PV) e Andrea Murad (PMDB) continuam aguardando mais informações da Assembleia Legislativa.

O deputado Adriano Sarney protocolou a solicitação de informações sobre a aprovação da matéria, sendo um pedido realizado à presidência, que através de assessoria informou que não se posicionará sobre o assunto e o segundo pedido destinado à Comissão de Orçamento, Finanças, Fiscalização e Controle da Assembleia. A deputada Andrea Murad também protocolou dois pedidos, também não foram atendidos ainda.

Entre os pedidos estão esclarecimentos sobre a não publicação das emendas parlamentares no Diário da Assembleia antes da sessão extraordinária. Esse pedido foi feito ao deputado Humberto Coutinho (PDT) e ao presidente da Comissão de Orçamento, deputado Rigo Teles (PV).

Os deputados também solicitaram à Comissão de Orçamento informações sobre os horários de início e termino da reunião extraordinária e um parecer sobre a licitude do encontro.

Adriano Sarney alega que os ritos do Regimento Interno do Legislativo foram ignorados, já que ocorreram reuniões paralelas, quando o projeto era aprovado no plenário e a Comissão de Orçamento definia emendas parlamentares para o projeto e afirma que o caso pode ser levado à justiça.
Fim da conversa no bate-papo