Governo admite que poderá rever idade mínima

Nesta quinta-feira (28), no Palácio do Planalto, o presidente Jair Bolsonaro, em um encontro com jornalistas, admitiu a possibilidade de revisão de alguns pontos da reforma, entre eles a idade mínima para as mulheres que passaria de 62 para 60 anos.

O presidente admitiu que poderá haver alguma revisão sobre o BPC (Benefício de Prestação Continuada), beneficio esse que é concedido para idosos carentes. Na proposta do governo, esse beneficio iria para idosos com mais de 70 anos, com algumas variações, que ficaria entorno de R$ 400 para 60 a 70 anos. O BPC atualmente se aplica para pessoas de 65 anos.

No encontro, o presidente deixou claro que não haverá loteamento de cargos como moeda de troca para aprovação da reforma da previdência. Assegurou que a divisão de cargos no governo permanecera por meio de critérios técnicos.

Bolsonaro continuará em Brasília no período carnavalesco fazendo contato com líderes partidários buscando base para a votação.

 

.