R$ 2,5 bi de multa da Petrobras irão para o MEC

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), reafirmou desta segunda-feira (20) que tem a intenção de destinar ao Ministério da Educação (MEC) os R$ 2,5 bilhões colhidos de multa aplicada à Petrobras em acordo firmado nos Estados Unidos.

Em sua conta no Twitter, Bolsonaro salientou que deverá repassar ao Ministério “grande parte ou todo o valor da multa da Petrobras”, já que os recursos podem ser utilizados em áreas sem ligação com a empresa.

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, anunciou um corte de 30% no orçamento de universidades federais e instituições públicas. Essa decisão gerou uma onde de manifestações por todo o Brasil. Após os protestos, o titular da pasta afirmou que o MEC está “aberto ao diálogo”.

Para o Ministério Público Federal (MPF), o bloqueio dos recursos imposto pelo MEC a instituições federais de ensino superior é considerado inconstitucional.