PSTU se consagra como um partido de fracassados em 2016

O PSTU juntou-se ao PCO no limbo da política brasileira. O partido, que hoje abocanha uma fatia razoável do fundo partidário, não conseguiu eleger nenhum vereador nas eleições deste ano.

Fruto de uma ideologia canhestra que abriga tipinhos caricatamente como Marcos Silva aqui no Maranhão, o partido levou uma verdadeira sova nas urnas.

Não se pode negar que o PSTU é um partido tradicional. Conhecido nacionalmente, o partido tem forte participação sindical e em movimento estudantil. Claro que o faz de duas formas distintas: na primeira ocasião parasita a verba sindical, na outra parasita a cabeça de jovens bobalhões.

Mesmo assim, mesmo tendo décadas de existência, aparelhando setores da sociedade e povoando o imaginário de gente que costuma a almoçar de quatro, o PSTU não elegeu NENHUM vereador em todo o país.

Até mesmo o NOVO, partido de direita fundado recentemente e quase desconhecido no país, conseguiu eleger vereadores em grandes cidades do país. A saber: Porto Alegre, São Paulo, Rio de janeiro e Belo Horizonte.

O fato é que o PSTU consolida-se como força apenas nas universidades, onde uma turva de jovens de miolo-mole abandonados pelos pais e totalmente incapazes encontram no partido o refúgio.

Sejam legais uns com os outros.