Por que Joice Hasselman despertou terror em Flávio Dino?

No último fim de semana a deputada federal Joice Hasselmann (PSL) esteve no Maranhão para uma palestra sobre reforma da Previdência. Durante sua visita, a parlamentar fez uma publicação em suas redes sociais cobrando trabalho do governador e mostrando imagens de uma estrada esburacada. A atitude despertou o terror no grupo do governador Flávio Dino que tratou imediatamente de contra-atacar a situação. Mas, por que tanto terror frente a uma denúncia tão simples?

Graças às costas quentes na imprensa esquerdista nacional, pela hegemonia política no estado e pela falta de forças da oposição, Flávio Dino criou uma espécie de cidadela no Maranhão. Nenhum dos seus muitos escândalos ganham repercussão nacional. Desde o assassinato de estudantes e crianças pela polícia, passando por casos de espionagem de adversários e membros do Judiciário, por escândalos de corrupção envolvendo agentes do governo e dos péssimos números do seu governo. Absolutamente nenhuma das situações teve a cobertura devida pela imprensa nacional.

Paralelamente, Flávio Dino e setores da imprensa custeada com volumosos recursos do pagador de imposto maranhenses (o governo gasta quase R$ 10 milhões por ano com propaganda fora do estado) tentam passar a ideia de que o Maranhão vive uma espécie de apogeu em todos os setores. Tudo isso para impulsionar o sonho do governador em concorrer ao cargo de presidente da República em 2022.

Muito mais pelo medo de que os holofotes da imprensa nacional se voltem para sua gestão do que pela própria Joice Hasselmann se deve a reação dos comunistas em relação à parlamentar. Eles sabem que o governo de fantasia publicitária derrete caso uma simples gota de atenção seja dada ao Maranhão.

Comunistas não temem a exposição de uma estrada esburacada. Como bem lembrou o deputado Adriano ao recordar o caso da MA 315, isso é notícia de jornal velho. O que comunistas temem é que a “moda Joice Hasselmann” e seu governo comece a ser alvo de personalidades com abrangência nacional nas redes sociais que furem o bloqueio e espalhem a situação de penúria do estado.

Nada mais que isso.