Raquel Dodge prorroga força-tarefa da Lava Jato no Paraná


A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, prorrogou por um ano a atuação da força-tarefa da Operação Lava Jato no Paraná.

A portaria que oficializa a medida será publicada nesta terça-feira (13), devendo ser posteriormente submetida ao Conselho Superior do Ministério Público Federal (CSMPF).

“Nesse período, além das renovações, houve ampliação progressiva do quadro de pessoal, incluindo procuradores e servidores. Também foi crescente a destinação de recursos para diárias e passagens. Em 2019, por exemplo, já foram gastos R$ 808 mil com essa despesa”, afirmou Dodge sobre os cinco anos desde a criação da Lava Jato.

Instituída em abril de 2014, a partir da instalação dos primeiros procedimentos investigativos envolvendo a Petrobras, a Lava Jato teve em sua primeira formação dez procuradores.

“A ampliação do quadro ocorreu de forma progressiva e chegou a 15 membros, este ano”, contou a PGR.