Partido do presidente Bolsonaro caminha para unidade no MA

O PSL deu início a um processo de entendimento interno que deve incluir outras lideranças de peso do partido como é o caso da ex-candidata à governadora Maura Jorge e do ex-vereador por São Luis, Fábio Câmara.

A depender de uma produtiva agenda entre o presidente estadual do PSL, vereador Chico Carvalho, e o médico Allan Garcês, o partido do presidente Jair Bonsonaro caminhará unido pelos próximos anos no Maranhão.

Em encontro realizado entre dos dois líderes, ontem, terça-feira, 8, o tom foi de entendimento e conciliação interna para fortalecer o partido no estado.

Para o experiente Chico Carvalho, que está no PSL há exatos 17 anos, dono de nada menos do que 7 mandatos de vereador da capital, deve seguir firme no comando do partido com a missão de buscar outros quadros para consolidar a unidade necessária para que a sigla chegue robusta em 2020, para as eleições municipais, e, claro, para 2022 quando haverá eleições gerais.

“No que depender de mim o PSL estará unido e fortalecido no Maranhão para enfrentarmos as lutas que se aproximam, sobretudo em 2020 e em 2022. Trabalharemos para ter uma boa chapa de vereadores nas eleições municipais na capital e no interior, e não podemos descartar projetos majoritários em várias cidades, inclusive em São Luis. Mas a prioridade agora é unir o PSL e defender o governo do presidente Jair Bolsonaro”, defendeu Chico Carvalho.

O médico Allan Garcês, que acaba de ser nomeado para o importante cargo de Diretor de Departamento de Articulação Interfederativa da Secretaria Executiva do Ministério da Saúde, segue na mesma linha de raciocínio defendendo a unidade partidária.

Allan Garcês é uma das lideranças da nova geração de políticos que surge no Maranhão e nas eleições de 2018 conseguiu obter mais 20 mil votos para deputado federal, feito conseguido basicamente com a força da militância do PSL e de movimentos sociais ligados ao partido e ao projeto do “capitão.

O médico afirmou estar convencido de que “termos tudo para fazer do PSL um grande partido no estado, mas para isso a unidade interna será de fundamental importância. Espero que o projeto coletivo prevaleça sobre as questões de egos e vaidades pessoais”.

Pela rede social do Twitter, Allan Garcês, fez o registro da agenda com Chico Carvalho em Brasília.

“Pondo fim nas especulações e tentativas de criar discórdia entre lideranças no PSL-MA, eu e Chico Carvalho nos encontramos hoje [ontem, 8] em Brasília e selamos pacto de unidade partidária pelo Maranhão. Espero que a esquerda entenda que não conseguirá destruir a direita no nosso Estado”, tuitou.

O fato é que o PSL deu início a um processo de entendimento interno que deve incluir outras lideranças de peso do partido, como é o caso da ex-candidata à governadora Maura Jorge e do ex-vereador por São Luis, vereador Fábio Câmara.

É aguardar e conferir.