Parlamentares denunciam “estado policial” de Flávio Dino

hildo-1

Hildo Rocha criticou Dino.

”O governo Flávio Dino capricha no ponto mais forte que é a perseguição política. Por isso que venho aqui declarar o meu repúdio contra esses atos arbitrários praticados pelo governador Flávio Dino. Há muito tempo não víamos no Maranhão tantas ocorrências policiais relacionadas à campanhas eleitorais. Nós temos um governador que não respeita as leis e incentiva a violência. Isso faz com que as pessoas, vendo a atitude do governador, também se achem no direito de praticar atos violentos em todo o Maranhão”, declarou o parlamentar. Atribuo o crescimento da violência, nesta reta final de campanha, ao governador Flávio Dino, por sua irresponsabilidade perseguidora de governar. Vou tomar as medidas cabíveis para esses casos – Hildo Rocha (PMDB), deputado federal.

andrea

Andrea também denunciou Dino.

”Diante de tudo que estamos assistindo, dessa perseguição desenfreada, enquanto o Maranhão tá sofrendo a violência, com rebelião no presídio de Pedrinhas, a polícia tá aqui fazendo nada. Ele deslocou 10 viaturas com delegados e investigadores para ficarem aqui passeando. Enquanto a polícia tá aqui, tá tendo rebelião em Pedrinhas e uma pessoa já morreu. É essa perseguição desse governador inconsequente e desse secretário com idade mental de 12 anos que eu acho inadmissível acontecer. Mas essa perseguição é porque Flávio Dino tem medo deste homem bem aqui, de Ricardo Murad, que bate com ele de frente. Ele [Flávio Dino] tá querendo colocar a polícia contra Ricardo Murad, como se fosse o carrasco da polícia. Mas não teve uma pessoa até hoje que tenha valorizado mais a polícia do que Ricardo Murad no Maranhão e a categoria sabe disso – discursou Andrea Murad.