Para Ministro, caso dos 80 tiros no Rio sai de excludente de ilicitude

Nesta terça-feira (9), em reunião na Câmara dos Deputados, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, falou que o caso dos 80 disparos feitos por militares contra um carro no Rio não se encaixa em sua proposta de excludente de ilicitude.

Segundo Sérgio Moro, os autores dos tiros não poderiam ser beneficiados com a redução da pena até a metade ou até com a exclusão total da punição porque não agiram por escusável medo, surpresa ou violenta emoção.