Olavo de Carvalho se afastará de debate político

O momento vivido pelo governo do presidente Jair Bolsonaro foi comentado nesta quarta-feira (15) pelo filósofo Olavo de Carvalho, no site Crítica Nacional.

Ao denunciar a transformação do ministro da Secretaria de Governo, general Santos Cruz, “numa espécie de supergovernante”, o professor anunciou que estava se afastando temporariamente do debate político nacional.

Olavo declarou:

“Ele sempre lutou por isso e conseguiu o que queria. Não sei como, não sei que argumentos ele usou com o presidente. Eu sei que, depois de terem sido detectadas condutas irregulares – e até criminosas – dele, ele foi promovido.”

E acrescentou:

“O que eu posso fazer? Então, o que estou decidindo hoje é me ausentar temporariamente do debate político nacional.”

O filósofo direitista continuou:

“Esta eleição foi feita para criar um governo militar sob as aparências de uma eleição democrática de um presidente conservador-cristão. Eles não são conservadores nem cristãos. Hoje, qualquer pessoa que tenha a cara de pau de defender o programa que elegeu Bolsonaro é chamado de extremista por estes generais.”

E completou:

“Eles fizeram este truque todo. Botaram lá o Bolsonaro para servir de camisinha e eles mandarem em tudo. Foi isto que eles fizeram. Até onde vamos nos deixar enganar? Foi isto que aconteceu. Eu estou saindo do páreo. Eu não digo mais nada.”