O apoio surpreendente que um candidato à presidência está recebendo dos jovens brasileiros, segundo o FT

O deputado federal e pré-candidato à presidência Jair Bolsonaro voltou a ser destaque no noticiário internacional, desta vez no jornal britânico Financial Times, que destacou, entre outras coisas, a forte força que o ex-capitão do Exército tem entre os mais jovens, mesmo defendendo a ditadura que teve início de 1964.

Para a publicação, Bolsonaro é como uma mistura do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e do filipino Rodrigo Duterte. O FT ressalta que o crescimento do apoio ao deputado ocorre na promessa que ele tem feito de declarar aberto o período de caça a criminosos em um momento em que os bandidos armados aparentemente estão se proliferando nas ruas do Brasil.

“A ascensão repentina de Bolsonaro, um antigo parlamentar que já foi relegado às fronteiras políticas do Brasil por causa de suas visões radicais sobre mulheres, gays e crime, pegou o establishment político do Brasil de surpresa”, diz a matéria.

O Financial Times ainda destaca o desempenho do pré-candidato nas recentes pesquisas eleitorais. A matéria diz que com o ex-presidente Lula, o político mais popular do Brasil, retirado da eleição após ser preso por corrupção no mês passado, Bolsonaro lidera as pesquisas, com 17% das intenções de voto.

O texto diz ainda que os casos de corrupção e a grande recessão que o País passou desacreditaram os partidos políticos. Muitos desses eleitores mais jovens acreditam que existe uma conspiração esquerdista entre os professores e o Ministério da Educação para esconder o sucesso da ditadura em áreas como o controle do crime, explica o FT.

A matéria encerra lembrando alguns casos polêmicos que o deputado se envolveu, dizendo ainda que os defensores de Bolsonaro reclamam que suas falas mais criticadas foram tiradas de contexto, afirmando também que muitas vezes são discriminados por apoiar o pré-candidato.