Após aprovar aborto, Nova York aprova lei que proíbe retirar garras de gatos

O estado de Nova York aprovou uma das leis mais liberais para aborto na história americana em janeiro, permitindo abortos depois de 24 semanas.

Agora, os legisladores de Nova York estão mudando seu foco para priorizar o bem-estar e o conforto dos gatos do estado.

Os legisladores de Nova York aprovaram nesta terça-feira (04) uma lei que proíbe o declawing de gatos — uma operação para remover as garras de um animal —, enviando a resolução ao governador Andrew Cuomo (Democrata) para aprovação.

O projeto de lei proíbe vários tipos de cirurgias de declawing, exceto quando necessário “para fins terapêuticos”.

“O objetivo terapêutico não inclui razões estéticas ou cosméticas, nem razões de conveniência para manter ou manusear o gato”, afirma a lei.

Violadores da lei enfrentariam punição civil, incluindo uma multa de até mil dólares.

Com informações de The Blaze.