Notas do Meio-Dia (20/06/2017): Maura Jorge, calibradores de pneu, Dino, Edilázio…

Governo que tira da educação e dá para

O governador Flávio Dino se regozijou em entrevista concedida ao Jornal Pequeno por sua capacidade de manter as contas do estado em dia. Um dia depois da entrevista, um ato do governo que retira quase R$ 10 milhões de reais da Universidade Estadual do Maranhão foi publicado.

Se tira da educação de um lado, o governador dá para o Tribunal de Contas do outro. Foram cerca de R$ 9 milhões para o órgão que fiscaliza as contas públicas do estado.

Algumas jogadas são evidentes em si mesmas…

Uma lei que não irá colar

O deputado estadual Wellington do Curso tem se destacado como um dos parlamentares mais atuantes desta legislatura. Só que às vezes “erra na mão”. Ele apresentou projeto de lei que torna obrigatória a instalação de calibradores de pneu nos postos de combustível maranhense. Dificilmente a lei pode ser colocada em prática. Mesmo que aprovada, um simples questionamento a torna improcedente: de onde sairão os recursos para a instalação e manutenção dos aparelhos? É como exigir de papelarias que disponibilizem gratuitamente canetas para os clientes que comprarem cadernos. Uma lei nitidamente transloucada.

Maura Jorge complica ainda mais

A ex-prefeita Maura Jorge afirmou ao jornalista Diego Emir que sua candidatura é irreversível. Com a já declarada candidatura do senador Roberto Rocha, agora são dois os prováveis adversários do governador Flávio Dino em 2018.

No terreno das suposições também se fala da possibilidade da volta de Roseana Sarney. Eduardo Braide é outro nome que volta e meia aparece em conversas de bastidores.

Maura Jorge é um liderança regional inquestionável. Não seria surpresa se largasse com 5% ou 10%. Roberto Rocha, que já articula faz tempo, pode abocanhar de 10% a 15% no início do pleito. E não é novidade alguma que Roseana tem o domínio de pelo menos 20% das intenções de voto. O fenômeno Eduardo Braide, com certeza, reinaria absoluto ente o eleitorado de São Luís.

Essas quatro candidaturas tornariam impossível uma vitória do governador Flávio Dino no primeiro turno. Em um cenário desastroso, o comunista não poderia sequer superar os 40% das intenções de voto em um primeiro turno com os quatro adversários.

Agora vai, Edivaldo?

A finalização das intervenções no trânsito da Fourquilha, em São Luís, estão sendo festejadas como a solução definitiva para o trânsito do local. Meses atrás as intervenções no trânsito da Avenida Carlos Cunha, que ligam o Jaracaty ao Calhau, também foram apresentadas como solução. Hoje reinam os engarrafamentos. O mesmo pode-se dizer do trânsito na Rua do Aririzal (Cohama), São Francisco e Cohab.

Será que dessa vez a coisa vai além da propaganda da prefeitura?

Ainda há coragem

O deputado estadual Edilázio Jr usou a propaganda partidária para criticar severamente o governo Flávio Dino. Em poucas vezes na história maranhense se viu algum parlamentar usar a televisão para reproduzir as investidas contra o governo que faz na tribuna.

A peça, além de ratificar o espírito aguerrido do parlamentar, mostra que nem todos no Maranhão estão dispostos a criticar o governo apenas nos porões.