Lava Jato é organização criminosa, diz Gilmar Mendes


O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, teceu duras críticas, neste domingo (04) à Operação Lava Jato.

Em entrevista ao jornal Correio Braziliense, Mendes declarou que “no fundo, [a Lava Jato é] um jogo de compadres. É uma organização criminosa para investigar pessoas.”

Para o ministro, a Lava Jato “é um erro coletivo” que já tinha se manifestado em outras operações:

“Se vocês olharem, por exemplo, participei intensamente do caso Satiagraha, Daniel Dantas, e tudo mais. À época, o juiz De Sanctis e o delegado Protógenes eram os santos da época. Em geral, essas pessoas surgem, vão ao céu e depois são enterradas melancolicamente.”

Gilmar alertou que os combates à criminalidade e à corrupção continuam importantes, mas, para acontecer sem muitas interferências, o caminho a se seguir é “encerrar esse ciclo de falsos heróis e apostar na institucionalização”.