Juristas repudiam ataque do G1 a menino que desfilou com Bolsonaro

“Moleque imbecil. Vai se alfabetizar”, escreveu o perfil oficial do portal G1, na noite do último sábado (07), sobre o garoto de 9 anos Ivo César Gonzales, que participou de desfile do 7 de setembro ao lado do presidente Jair Bolsonaro, no Rolls-Royce.

Em pouco tempo, prints do comentário da página tomaram as redes sociais, e a hashtag “G1 imbecil” ficou no topo dos assuntos mais comentados do Twitter por horas.

O site G1 se pronunciou sobre o caso e disse que repudia a ação e que vai investigar o caso. Ainda não foram divulgadas as medidas tomadas sobre o incidente.

Neste domingo (08), o Movimento Advogados do Brasil postou uma nota de repúdio ao ataque feito e se colocou à disposição da família, caso eles queiram tomar medidas judiciais contra o portal.

“O Movimento, que conta com mais de 5 mil advogados, se coloca à disposição da família do garoto para ajudar juridicamente, de forma gratuita, na reparação do dano moral sofrido, caso a família entenda necessário”, afirma o grupo em nota.