Hospital da Câmara custa R$ 100 milhões por ano, gasto é maior do que 96% das cidades possuem para a saúde

Enquanto a população brasileira sofre com o SUS e empresas picaretas de planos privados de saúde, deputados, seus familiares e servidores ativos e inativos da Câmara dos Deputados contam com um super hospital financiado com recursos públicos, o DEMED.

Para efeito de comparação, 96% dos municípios brasileiros não chegam aos pés da Câmara em gastos com o DEMED – Departamento Médico, que custa em torno de R$ 100 milhões por ano.

Em uma reportagem do G1: “Tomógrafo, que no Sistema Único de Saúde tem sido luxo, a Câmara tem. A Casa pagou R$ 2,5 milhões pelos equipamentos (…) Além disso, os parlamentares têm à disposição uma UTI móvel. A ambulância, novinha, foi comprada por mais de R$ 134 mil. A Câmara alega que o veículo é usado no atendimento de deputados, ex-deputados e servidores – incluindo aposentados e os dependentes. (…) O departamento de saúde da Câmara tem 82 médicos de 17 especialidades e mais emergência.”

A média salarial dos servidores da Câmara dos Deputados era de R$ 15 mil, de acordo com a Diretoria Legislativa, em 2012. Ou seja, todo mundo ali tem condições de pagar um plano de saúde sem subsídio público.

Ex-deputados e seus dependentes também são atendidos no DEMED. Os gastos, porém, entram no Orçamento próprio da Câmara e não do hospital.

De acordo com a Gazeta do Povo: “Em 2017, houve 5.503 atendimentos a deputados, 1.199 a ex-deputados e 941 a dependentes de deputados. (…) A Câmara não fornece informações sobre os prestadores de serviços de saúde utilizados pelos parlamentares, por entender que a disponibilização dos nomes fere a Constituição federal e a Lei de Acesso à Informação, que prevê a proteção da informação sigilosa e da informação pessoal.”

Repetindo: 96% dos municípios brasileiros não gastam em saúde o que a Câmara gasta com o super hospital.

A estrutura do hospital pode ser conferida no site da Câmara aqui.

O DEMED PRECISA ACABAR!

Abaixo, é possível conferir algumas fotos do DEMED, tudo limpinho e sem filas para a casta parlamentar: