”Globo buscava aplausos de esquerda”, diz William Waack

O jornalista William Waack, demitido da Rede Globo desde 2017, quando foi acusado de racismo, voltou a alfinetar sua antiga casa.

O mais novo contratado da CNN Brasil relembrou os anos em que trabalhou na Rede Globo, em entrevista ao canal de Luiz Felipe Pondé no YouTube.

Em tom de desabafo, Waack revelou seus pensamentos acerca do canal:

“Desde 2013 a Globo não foi capaz de entender que, enquanto buscava aplausos de grupos de esquerda, que são pagos com dinheiro público desviado para destruí-la, uma parcela crescente da população brasileira passava a ver o canal como mais uma ferramenta de perpetuação da miséria e da ignorância intelectuais e políticas no Brasil, porque é assim que ela ganha dinheiro.”

O jornalista também concordou com fala dita pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, de que a mídia brasileira é “petista”, no sentido geral da palavra:

“A Globo se colocou, por decisões editoriais equivocadas e atitudes de alguns dos seus executivos, numa situação que hoje, na verdade, temos que olhar que os papeis dos grandes grupos de comunicação foram destruídos, perdeu a credibilidade.”

E completou:

“Como é que um grupo privado [a emissora], lucrativo, bem organizado e que vive da imagem, consegue se colocar numa imagem tão negativa?”

Confira o vídeo completo da entrevista de William Waack: