Ex-Seic, Tiago Bardal vira homem-bomba e pode explodir o Palácio dos Leões

Aliados do governador Flávio Dino (PCdoB) demonstraram preocupação com o impacto do depoimento do ex-titular da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), Tiago Bardal.

“É um homem-bomba. Como ex-Seic, sabe de muita coisa que pode, sim, explodir o governo”, resumiu um deputado da base do Palácio dos Leões, sob anonimato, ao ATUAL7.

Segundo publicado com exclusividade, ontem 27, pelo blog do Neto Ferreira, em oitiva à 2ª Vara Criminal de São Luís há cerca de suas semanas, Bardal contou detalhes sobre uma ordem de Portela para que fossem investigados pelo menos quatro desembargadores do Tribunal de Justiça do Maranhão, com objetivo de prender os magistrados. Os alvos: Froz Sobrinho, Tyrone Silva, Guerreiro Júnior e Nelma Sarney.

Ex-Seic, Tiago Bardal

Ex-Seic, Tiago Bardal

Na Seic, coração do sistema de inteligência da Polícia Civil por controlar departamentos importantes no combate ao crime, além de investigações envolvendo os magistrados, Bardal tomou conhecimento profundo a respeito de apurações relacionadas a secretários estaduais e municipais, parlamentares, agiotagem, empresários, propina e sobre a execução de profissionais da imprensa maranhense, como Ítalo Diniz e Décio Sá.

Durante o depoimento, inclusive, segundo apurou o ATUAL7, ele teria relatado informações de cunho político e pessoal envolvendo o secretário estadual de Segurança Pública, delegado Jefferson Portela, e até o governador Flávio Dino (PCdoB), sobre alguns desses outros casos.

Ao ATUAL7, um secretário estadual, também sob anonimato, confirmou a preocupação do governo sobre o que Bardal possa já ter revelado ou passar a revelar, mas tentou amenizar a situação.

“Acreditamos que não há algo que possa atingir o governador diretamente, temos plena certeza disso por quem o governador é, mas não se pode negar que respinga muito forte [em Dino]. Agora, é ter cuidado com qualquer eventual delação, pois terá de provar o que for falado”, declarou.