Ex-prefeito de Bom Jardim é condenado por não prestar contas

Antonio Roque Portela de Araújo, ex-prefeito de Bom Jardim, foi condenado a devolver ao cofre municipal o valor de R$ 321.738,90, por não ter comprovado aplicação de recursos de convênio repassados pelo Ministério da Educação, em 2010.

O ex-prefeito foi denunciado pelo Ministério Público pelo cometimento de ato de improbidade, por não ter prestado contas referentes ao Programa Nacional de Desenvolvimento da Educação/Programa Dinheiro Direto na Escola, exercício 2010, quando administrou Bom Jardim. A sentença foi expedida pelo juiz Bruno Barbosa Pinheiro, titular da comarca do município.