Edilázio solicita que Moro investigue caso de espionagem

O deputado federal Edilázio Júnior (PSD) encaminhou ofício ao ministro da Justiça, Sergio Moro, solicitando que seja apurado à denúncia feita pelo ex-superintendente de Investigações Criminais, delegado Thiago Bardal, de suposta espionagem da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) a desembargadores do Tribunal de Justiça do Maranhão.

A denúncia gerou uma grande repercussão, após o vídeo do depoimento de Bardal à Justiça ter sido publicada em vários meios de comunicação que fazem a cobertura política no estado.

Bardal afirmou que por determinação do secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, quatro desembargadores seria alvo de investigação: Guerreiro Júnior, Fróz Sobrinho, Nelma Sarney e Tyrone Silva.

Portela negou em entrevista e disse jamais ter determinado qualquer tipo de espionagem a magistrados do Maranhão.

“Como não há possibilidade de haver isenção numa apuração em nível estadual, eu, como membro da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania da Câmara Federal, vou encaminhar esta semana um ofício ao ministro da Justiça, Sergio Moro, para que ele tome conhecimento desse vídeo do Thiago Bardal e, se assim entender, que coloque a Polícia Federal para apurar os indícios”, concluiu deputado.