Desgaste do vice comunista preocupa Holandinha na reta final

holandinha-e-vice

Júlio Pinheiro, de vermelho, sempre colado em Edivaldo; e pode assumir prefeitura.

O candidato a vice-prefeito na chapa do pedetista Edivaldo Júnior, professor Júlio Pinheiro (PCdoB), coordenou as últimas atividades de campanha, já que o cabeça de chapa está trancado desde a terça-feira, em treinamento intensivo para o debate da TV Mirante, nesta sexta-feira, 28.

Mas a repercussão da presença de Pinheiro como representante de Holandinha não foi bem recebida pelo comando de campanha.

O desgaste de Pinheiro já era percebido na campanha, tanto que o comunista sequer apareceu no programa eleitoral.

Muito desgastado entre os professores estaduais e municipais, Júlio Pinheiro passou a ser hostilizado também nas comunidades, sobretudo após especulações de que, em caso de vitória de Edivaldo, ele possa assumir o mandato, em 2018, com a renúncia do titular.

Essa possibilidade aumentou ainda mais após declaração de voto do governador Flávio Dino (PCdoB) a Edivaldo.

Nas caminhadas que realizou na Vila Itaqui-Bacanga e em outros bairros, Júlio Pinheiro passou a ser perguntado se seria ele o prefeito, caso Edivaldo vença.

Razão pela qual, a coordenação de campanha também decidiu cancelar atividades públicas com a presença de políticos.

Apenas a militância está nas ruas desde então.