Deputado tenta barrar na Justiça aumento de impostos de Dino

 

O deputado estadual Adriano Sarney (PV) anunciou que vai entrar na Justiça com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN) para reverter à aprovação do projeto do Governo do Estado que aumentou a tarifa tributária de produtos como combustíveis e bebidas, aprovado ontem durante sessão na Assembleia Legislativa.

“O governo comunista tem condições de fazer economia cortando gastos desnecessários e tornando a administração pública mais eficiente, mas optou pelo aumento de impostos, prejudicando a todos os maranhenses. Em quatro anos, este governo quebrou as finanças do Estado, dilapidou o fundo de previdência dos servidores públicos, desperdiçou mais de R$ 200 milhões em propaganda e comunicação, mas não aplicou em projetos de desenvolvimento e, agora, quer que o contribuinte, o povo maranhense, pague a conta da sua irresponsabilidade”, declarou.

O parlamentar foi um dos únicos a votar contra mais um aumento de impostos do governador Flavio Dino, além dele, foram contrários: César Pires (PV), Roberto Costa (MDB), Wellington do Curso (PSDB), Léo Cunha (PSC), Max Barros (PMB) e Nina Melo (MDB).

O projeto deve ser sancionado nos próximos dias pelo Executivo e o aumento passará a vigorar a partir de março de 2019.