Delegado é afastado e policiais civis são presos por corrupção

O Seccor (Superintendência de Combate a Corrupção) concluiu um inquérito que apurava uma organização criminosa formada por policiais civis na Delegacia de Grajaú, a 420 km de São Luís.

A investigação teve inicio em janeiro de 2018, terminou com a comprovação de nove casos de corrupção passiva, um de peculato, um de extorsão e um de corrupção de menor para execução de crimes.

A pedido do Ministério Público e determinação da justiça, ocorreram  três mandados de prisão preventiva. Dentre os presos estão os investigadores Carlos Sergio e Sandra Helena; e escrivão Eldhon da Silva.

A Justiça também determinou o afastamento do delegado Kairo Clay, que era delegado em Grajaú na época dos crimes, mas atualmente trabalhava na Delegacia do Maiobão, em Paço do Lumiar.