CINISMO: Flávio Dino acusa Bolsonaro do que ele é

A mais nova polêmica da política nacional diz respeito ao tratamento político que o presidente Jair Bolsonaro deu ao governador maranhense Flávio Dino.

A postura de Bolsonaro ao dizer que “para Flávio Dino não tem nada” está sendo tratado como um ato de perseguição ao povo do Maranhão e preconceito.

Quem olha a choradeira de Flávio Dino e não conhece a política do Maranhão fica com a impressão de que realmente se trata de um cara legal sofrendo bullying do malvadão.

SÓ QUE NÃO É ASSIM!

O que Bolsonaro diz que vai fazer com Flávio Dino em 2019, Flávio Dino já faz com adversários desde 2015!

Vamos aos fatos?

Nenhum prefeito de oposição recebe qualquer ajuda do Governo Estadual do Maranhão desde que Flávio Dino se tornou governador! NENHUM! Poucas semanas atrás, o prefeito de Imperatriz, delegado Assis Ramos, foi as redes sociais pedir a ajuda para asfaltar a cidade. Um prefeito pedindo ajuda para ajudar a população da segunda maior cidade do estado. Vocês sabem qual foi a resposta do governador e de seus aliados? Não foi ajuda que ofereceram para resolver os problemas, XINGARAM E HUMILHARAM ASSIS RAMOS.

Engraçado, naquela época não tinha esse negócio de “respeito pela população”. Imperatriz tem mais de 200 mil habitantes esquecidos por Flávio Dino porque o prefeito da cidade não é aliado dele. Para Assis Ramos é NADA! E todo mundo em Imperatriz sabe disso.

E eu poderia ficar mais alguns minutos aqui nomeando prefeitos que não tem nada do governo do estado por serem adversários de Flávio. Como o Dr Laércio, de São Pedro dos Crentes. Milhares de pessoas que foram abandonadas pelo governador Flávio Dino porque o prefeito apoia Bolsonaro.

Achou pesado? Pois tem mais!

Nenhum deputado de oposição, seja federal ou estadual, é recebido pelo governador e por seus secretários de governo. Pode trazer consigo a cura do câncer, o fim da miséria no Maranhão, não será recebido!

As emendas de deputados estaduais também não são liberadas por Flávio Dino. E quem são esses deputados? César Pires, Adriano Sarney e Welington do Curso.

PARA ELES, NADINHA DE NADA!

São apenas três deputados entre 42. Aí eu pergunto a você, em que esses parlamentares atrapalham o governo? Em absolutamente NADA. Flávio Dino os deixa sem emendas, negligencia os milhares de maranhenses que neles votaram por pura e simples motivação política.

Os 50 mil eleitores de Adriano Sarney não são maranhenses? Por isso não merecem que o deputado tenha recursos para usar em suas bases, é isso?

Apesar de toda essa situação, você não irá ver Assis Ramos, Dr Laércio, Wellington do Curso, Adriano Sarney e César Pires choramingando como Flávio Dino agora faz nas redes sociais contra Bolsonaro. Eles sabem que suas opções de serem oposição ao governador Flávio Dino lhes custam algumas portas fechadas e seguem na luta.

Já Flávio Dino, que todos os dias esculacha Jair Bolsonaro publicamente, acha que deve ser bem tratado pelo governo.

Aliás, nem bem o general Mourão assumiu o cargo de vice-presidente e era assediado por Flávio Dino todos os dias. O fato foi confidenciado pelo vice-presidente ao diretor da SPU no nordeste, também militar, coronel Monteiro, durante uma reunião. “Esse comunista não larga do meu pé. Cara chato, esculhamba o governo todo dia publicamente e no particular age igual a um cachorro desamparado”, disse Mourão.

Também quem não se lembra de que, algumas semanas atrás, o mesmo Flávio Dino que passou a vida tratando o ex-presidente José Sarney como um estorvo foi ao encontro dele conversar sobre democracia?

Essa é a natureza de Flávio Dino! Acusa seus adversários por atos que ele faz, xinga seus rivais do que ele é!

O presidente está mais do que certo em tratar Flávio Dino dessa forma! Ou alguém acha que se Jair Bolsonaro fosse prefeito de São Luís Flávio Dino iria ajuda-lo? O nome disso é reciprocidade, comunista.

Era só o que faltava, a freira comunista de cabaré.