Obama pode ter utilizado FBI para espionar Donald Trump

Nesta quarta-feira (10), nos Estados Unidos, o procurador-geral, Bill Barr,confirmou ao Congresso, que o FBI espionou a campanha eleitoral do presidente Trump em 2016.

Billl Barr disse ainda que o FBI pode ter ido longe demais ao abrir uma investigação contra o candidato republicano na corrida presidencial.  O procurador afirmou que só decidiu abrir investigação para saber se havia justificativa para o procedimento, que terminou dando início a investigação do procurador especial Robert Mueller sobre uma suposta interferência da Rússia nas eleições presidências.

“Espionar uma campanha política é um grande problema. Acredito que houve espionagem. A pergunta é: foi realizada justificadamente? Não estou dizendo que não foi”, pronunciou Barr.