As teorias da conspiração e um herói inexistente

Todo mundo gosta de uma teoria da conspiração. A imprensa delira com elas. Elas são misteriosas, dão a sensação de que algo muito perigoso e muito secreto está ocorrendo em todos os lugares.

A teoria da conspiração tira da vida o acaso. Substitui a coincidência por uma trama complexa de acontecimentos programados. Seu problema é que elas ficam por aí… apenas na teoria, não se comprovam.

A construção de heróis vai pelo mesmo caminho. Até bem pouco tempoum ministro recebia uma montanha de críticas por ter sido escolhido pelos petistas. Ele partilharia da mesma convicção político-ideológica dos então poderosos. Como em passe de mágica, todos se esqueceram dos “embargos infringentes” na ação do Mensalão. Era o mais caluniado dos ministros.

Seria um protetor de José Dirceu e Delúbio Soares. Mais recentemente, o ministro, novo herói, foi envolvido, pelo menos nas redes sociais, no caso do áudio envolvendo Lula e Dilma. De vilão das redes sociais a herói bastou uma teoria da conspiração. Ao invés do apocalipse da conspiração e partidarização, troquem pelo respeito à dor que sentem seus vivos.

Fonte: TopBuzz