Após trair Lula e apoiar Ciro, Flávio Dino nega Ciro e visita Lula

A possível de visita de Flávio Dino ao ex-presidente e atual presidiário Lula causou alvoroço na classe política. O ex-presidenciável reclamou da aproximação e, ao que tudo indica, um racha entre os dois deve se avizinhar. Acontece que em maio de 2018 os papéis eram invertidos. Flávio Dino pedia à esquerda que abandonasse Lula e defendeu uma aliança com Ciro Gomes.

As declarações de Flávio Dino contra a candidatura de Lula foram dadas em entrevista concedida à Folha de São Paulo no dia 8 de maio.

Disse Flávio Dino na época: “está chegando o momento de admitir uma nova agenda. Se não oferecermos uma alternativa viável, você pode perder a capacidade de atrair outros setores do centro que se guiam também pela viabilidade”.

Flávio Dino ainda afirmou que as movimentações do PT eram equivocadas. “A tática de marcar posição é derrotista”. Ele ainda afirmou que achava difícil que o PT tivesse candidato nas eleições de 2018. Poucos meses depois traiu a própria proposta de apoiar Ciro Gomes e embarcou na campanha de Fernando Haddad.

Em menos de um ano Flávio Dino trocou Lula por Ciro e trocou Ciro por Lula.