Andrea Murad: a primeira voz se levanta e deputada irá propor CPI pára investigar casos em Santa Inês

A deputada Andrea Murad foi a primeira voz da classe política a se pronunciar publicamente em relação aos escândalos sexuais envolvendo o prefeito de Santa Inês, Ribamar Alves (PSB). Em suas redes sociais, Andrea afirmou que deve propor uma CPI para averiguar as denúncias.

O caso foi tratado com prudência e a deputada preferiu chamar o que quase todos já sabem de “suposição”. Contudo, este tipo de postura é a esperada de parlamentares.

O suposto estupro e as demais notícias de violência sexual contra mulheres e crianças que pesam contra o prefeito Ribamar Alves do Município de Santa Inês, que resultou na sua prisão decretada preventivamente pelo desembargador Froz Sobrinho, exige de todas as autoridades envolvidas intensa busca pela verdade e justiça, inclusive da Assembleia Legislativa”.

Direta sem ser vulgar, chamou a coisa pelo que é e não se apressou em condenar ninguém, mesmo que o histórico de Ribamar Alves pese, e muito, contra ele.

Já dei minha opinião sobre o caso e espero que Andrea Murad seja acompanhada por outros. Não propus e n espero que Ribamar Alves seja queimado em praça pública e tenha sua reputação queimada. O que a classe política deve exigir é investigação, averiguação, ouvir as acusações e dar ao prefeito a chance de se defender.

Particularmente eu já sei o que irá acontecer se Ribamar tiver a sua vida vasculhada. Mas, o momento é de prudência.

O fato é que a deputada, independente dos erros e acertos do mandato (sim, eles existem), tem todo o mérito de impedir que a discussão seja travada na penumbra e na calada da noite da impunidade.

Andrea foi a primeira, que venham mais e mais…