“Que bom ser criticado por estudar!”

O Deputado estadual Glalbert Cutrim (PDT), conhecido mais como o “filho de Edmar Cutrim”, insinuou que o parlamentar de oposição, Deputado Adriano Sarney (PV), não sabia contar e nem teria como saber o que ocorreu em São Luís nos últimos 30 anos, afinal estava estudando fora, em Harvard. A crítica veio após Adriano ter dito que a culpa do caos em São Luís é devido ao PDT que está 30 anos no poder.

Nesta manhã de quinta-feira (27), deputado Adriano respondeu via twitter o seu colega de parlamento, Glalbert Cutrim:

No ano de 2014 foi descoberto que Glalbert Cutrim era funcionário no gabinete de Rubens Pereira Junior, que na época era deputado estadual.  Glalbert recebia R$20 mil mensais na função de advogado. Já Adriano Sarney não tem registro de nenhuma nomeação em cargos públicos no Maranhão, seja nos governos de Roseana ou qualquer outro.