Previdência do MA está operando “em regime de caixa”, aponta especialista

A Previdência estadual está operando “em regime de caixa”, é o que informa ao Blog do Gilberto Léda um gabaritado especialista em finanças públicas após as notícias dando conta da situação deficitária do setor no Maranhão.

Segundo ele, com a retirada de R$ 440 milhões que estavam investidos em fundos no Banco do Brasil (reveja), o Fepa/Iprev não conta mais com “sobras” aplicadas e o que se arrecada mensalmente não é o suficiente para cobrir as despesas com benefícios.

“Os R$ 440 milhões retirados do Fepa são o restante dos recursos que estavam investidos. Com essa retirada, o fundo vai funcionar em regime de caixa e o que arrecada por mês não vai dar para pagar a folha”, explica.

Outro lado

O Governo do Estado foi procurado para comentar o assunto e encaminhou a seguinte nota.

“O Instituto de Previdência dos Servidores do Estado do Maranhão (Iprev) informa que o pagamento dos aposentados e pensionistas segue garantido. O Iprev explica que o resgate dos valores aplicados em fundo aberto com carência é parte das ações de fortalecimento da previdência dos servidores, que prevê a aplicação dos recursos em fundos de maior liquidez, conforme legislação específica. O Instituto reforça, por fim, que o Fundo Estadual de Pensão e Aposentadoria (Fepa) possui patrimônio composto por ativos financeiros e imobiliários.”