Homossexuais não Têm mais direito a apoio psicológico no Reino Unido

A comunidade LBGT no Reino Unido perdeu o direito de receber auxilio do governo britânico para tratamento relacionado à orientação sexual. Os homossexuais na Inglaterra, caso se sentissem insatisfeitos com seu gênero, eram acolhidos através de tratamentos psicológicos.

A medida foi tomada após uma pesquisa governamental em que foram entrevistados 108 mil lésbicas gays e bissexuais. O plano de ação, desenvolvido pelo gabinete da primeira-ministra britânica, Theresa May, custará aos bolsos dos britânicos cerca de 5 milhões de euros.

Na pesquisa, 2% dos membros da “comunidade” LGBT entrevistados admitiram já ter recorrido a terapias por alguma insatisfação que tenha relação com a sua orientação sexual.

May afirmou que seu país “pode se sentir orgulhoso de ser líder mundial” na defesa dos “direitos dos LGBT”.