Nem os membros da família Sarney acreditam na candidatura de Roseana

A descrença em uma possível candidatura de Roseana Sarney (MDB) ao governo do Maranhão extrapolou os limites da classe política e chegou aos membros da sua família. Em entrevista ao jornal “Folha de S.Paulo”, o deputado estadual e sobrinho de Roseana, Adriano Sarney (PV), confessou a incerteza da candidatura da tia.

“Não sei dizer sinceramente [se ela vai até o fim com a candidatura], porque é uma decisão muito dela, não sei o que o seu coração está falando”, disse Adriano.

Segundo o jornal, que entrevistou membros do Clã, é consenso entre os familiares que Roseana não quer ser candidata, mas se vê obrigada a salvar o legado do pai.

“Tiraram o pijama de Roseana. Disseram: vai se vestir e vamos embora para a luta. Ela está aceitando ser candidata, não está se lançando”, afirmou o irmão Sarney Filho, pré-candidato ao Senado.

A Folha ainda apurou que a mudança de domicílio eleitoral de Sarney se deu mais por pressão da ex-primeira dama, Marly, do que pela atuação na campanha de 2018.

“A mudança de domicílio de papai tem muito mais a ver com mamãe do que com outra coisa qualquer. Estavam forçando a barra para ele ser candidato ao Senado lá [no Amapá] e mamãe estava muito apavorada. Praticamente fez uma chantagem emocional para ele votar nos seus filhos”, afirmou Zequinha.