Ministro do STF ameaça anular eleição de Bolsonaro por “fake news”

O ministro do Supremo Tribunal Federal Luiz Fux ameaçou anular  eleição presidencial devido as chamadas noticias falsas (fake news). De acordo com o ministro, se ficar “comprovado” que a eleição de Bolsonaro se deu devido a ‘fake news’ a eleição poderia ser anulada.

O absurdo sem precedentes da proposta se dá em muitos níveis, o primeiro é que as ‘fake news’,  como conceito, são uma elaboração moderna para justificar um ataque contra o crescimento natural da direita na era digital, em especial em relação a eleição de Trump. Segundo escrever, ler, criar, acreditar ou não em noticias falsas ou verdadeiras são parte das liberdades mais essenciais do individuo, as de expressão e as de pensamento. Terceiro, o que hoje é chamado hoje de ‘fake news’ sempre existiu na velha mídia e continua existindo a todo vapor, a única diferença é que revistas e jornais são mais profissionais na adulteração da verdade. Quarto, quem decidirá o que é falso e o que é verdadeiro? Estamos nos aproximando, a uma velocidade cade vez mais preocupante, de um Ministério da Verdade, terá essa comédia do absurdo que se tornou o Supremo um fim?