Flávio Dino quer piratear partido no Maranhão

Imaginem que petistas preparassem uma filiação em massa no PSDB de algum estado. Após isso, os vermelhos tomassem de conta a legenda e a forçassem a trabalhar contra o PSDB nacional e a apoiar a campanha de um membro do PT. Parece loucura? Pois algo muito semelhante está sendo armado no Maranhão.

O governador Flávio Dino, que sempre colocou o Democratas (antigo PFL) como partido inimigo da nação, agora quer porque quer o apoio da legenda em sua reeleição. Não faz muito tempo e Flávio teve como vice Carlos Brandão, na época presidente do PSDB. Para ter os tucanos ao seu lado, Flávio abraçou Aécio Neves, fez juras de amor e até na convenção do partido foi. Terminado o segundo turno, chutou do mineiro e reafirmou sua preferência (que só não era clara para Aécio) por Dilma.

Hoje Flávio Dino precisa se esforçar mais para ter ao seu lado uma legenda que sempre combateu publicamente.

O Democratas já estava nos planos de Flávio Dino e tudo se encaminhava para uma aliança. Acontece que Zé Reinaldo Tavares deve migrar para a legenda e planeja, com isso, ajudar Eduardo Braide a disputar a vaga de governador.

Assombrado por esta possibilidade, Flávio Dino preparou um plano tão inteligente quanto o de 2014. Inteligente e crente que irá fazer com os líderes do Democratas o que fez com Aécio nas eleições passadas.

Não satisfeito em ter negado a Zé Reinaldo o direito de ser candidato a senador em seu grupo, Flávio Dino agora se prepara para tirar do ex-aliado até mesmo a possibilidade de disputar por outra legenda. 

O governador preparou uma filiação em massa no partido. Serão deputados, secretários e até prefeitos. Tudo para mostrar que está disposto a “fazer crescer a legenda”.

O fato é que, independente da legenda, essa tropa enviada ao Democratas irá continuar devendo satisfação a Flávio Dino. As únicas iniciativas positivas serão aquelas que não interferirem no projeto do PCdoB no Maranhão. As prerrogativas da legenda serão secundarizadas sumariamente.

E ao primeiro sinal de que o partido terá que se priorizado, farão o que fizeram com o PSDB: irão pedir desfiliação e deixar o partido em frangalhos.

Com Zé Reinaldo o Democratas pode, desde os tempos de Roseana, voltar a ser uma legenda importante no estado. Os “filiados” de Flávio Dino continuarão sendo o que são: comunistas que desprezam partidos como o, vejam só, Democratas.

Resta saber se a direção nacional irá se deixar assaltar e fazer de trouxa como o foi oiutrora Aécio Neves.