Coreia do Norte ameaça teste em escala “sem precedentes” de bomba de hidrogênio no Pacífico

SÃO PAULO – Veículos de mídia da Coreia do Sul relataram nesta quinta-feira (sexta-feira no horário local) que o ministro de Relações Exteriores da Coreia do Norte, Ri Yong Ho,afirmou que  a Coreia do Norte irá considerar o teste de uma bomba de hidrogênio de escala sem precedentes sobre o oceano Pacífico.

A ação aconteceria em meio à promessa do líder norte-coreano, Kim Jong-un, de tomar uma “contramedida linha dura de maior nível na História” contra os EUA pelas ameaças feitas pelo presidente Donald Trump contra seu país na Assembleia Geral da ONU (Organização das Nações Unidas). Jong-un afirmou que Trump pagará muito caro por seu “excêntrico” discurso, no qual ameaçou destruir totalmente o país asiático caso não tiver escolha.

“Estou pensando agora em que resposta ele estaria esperando quando permitiu que essas excêntricas palavras saíssem de sua boca”, afirmou Kim em comunicado divulgado em inglês pela agência de notícias norte-coreana KCNA. “Agora, Trump insultou a mim e ao meu país diante dos olhos do mundo e fez a mais feroz declaração de guerra da história, de que ele destruiria a República da Coreia do Norte”, completou Kim, retribuindo as ameaças na sequência. “Definitivamente, domarei com fogo esse americano senil mentalmente perturbado”, afirmou Kim Jong-un.

Yong-ho afirmou que a possível reação “poderia ser a mais poderosa detonação de uma bomba-H no Pacífico”. Ele teria dito ainda: “não temos ideia sobre quais ações poderiam ser tomadas já que seriam ordenadas pelo líder Kim Jong-un”

Os contínuos testes balísticos e nucleares feitos pelo governo norte-coreano, que já valeram duas séries de sanções da ONU contra o país só em 2017, e o tom beligerante de Trump elevaram a tensão na região neste ano.