HUMOR: O “efeito Lula”