São Luis 2016: Edivaldo não cumprirá os 4 anos de mandato caso seja reeleito

edivaldo-holanda-junior-flavio-dino-768x524

O candidato à reeleição Edivaldo Júnior (PDT) pode estar a caminhando para cometer o que se constituirá um dos maiores estelionatos eleitorais da história política de São Luis.

Não se trata de mais descumprimento de compromissos de campanha. Desta vez a coisa é mais grave do ponto de vista do respeito que o eleitor da capital maranhense merece. Explico.

Caso seja reeleito no próximo dia 30 de outubro, Edivaldo-12 simplesmente irá renunciar ao mandato e entregar a chave da cidade para o vice Júlio Pinheiro, do PCdoB. O plano é esse!

Não foi por acaso que os comunistas deram cotoveladas em todos os potenciais aliados de Edivaldo que poderiam compor a chapa de vice do pedetista. Só interessava aos comunas se o nome fosse alguém do PCdoB, daí que inventaram o professor Júlio Pinheiro que, tal como o Edivaldo, é uma amor de pessoa, mas infelizmente não está preparado para administrar São Luis.

O estratagema faz parte do projeto de poder dos comunistas para a dominação total da  política do Maranhão, uma vez que com o Governo do Estado e a Prefeitura de São Luis sob o julgo da foice e do martelo, eles, os comunistas, implantarão uma hegemonia que talvez nem o vitorinismo tenha alcançado.

Se  for reeleito para dois anos depois  dar as costas para os eleitores da cidade, o prefeito Edivaldo dará sinais claros de que perdeu totalmente a autonomia da escolha do seu próprio destino.

E assim caminha o PCdoB maranhense com práticas de fazer inveja aos mais “direitosos” dos partidos brasileiros.

Eduardo Cunha perde é feio para a frieza dos nossos comunistas.